Compartilhando Cristo através de culturas: acolhendo estrangeiros

Os cristãos têm a missão de oferecer amizade genuína aos estudantes estrangeiros – para demonstrar o amor de Cristo a eles em ações de bondade, respeito e amor, independentemente do nível de interesse dos estudantes em responder ao Evangelho. O desejo do nosso coração é que cada um venha a conhecer a Cristo pessoalmente, mas é o Espírito Santo que traz a conversão. Então relaxe. Você não é responsável pela conversão dos seus amigos estrangeiros. Mas através da sua amizade sacrificial e incondicional, você tem o privilégio de apresentar o Cristo Vivo a eles, de uma forma poderosa. 

Lembre-se, na maioria dos países do mundo, religião é um tópico muito aceitável de conversa. Ele não carrega em si o estigma que às vezes tem aqui no Brasil. Não tenha medo de trazer esse assunto. A maioria dos estudantes estrangeiros se sentirá acolhido com a oportunidade de falar pra você sobre o que eles crêem. Isso vai permitir que você compartilhe com eles sobre o que você acredita. 


Faça e não faça úteis

  • Tenha expectativas realistas. 
  • Não espere uma conversão rápida 

Lembre-se, seu amigo estrangeiro é um adulto que gastou muitos anos vivendo na base de sua cultura, religião e sistema de crenças. Para ele ou ela, é “verdade” o que é aceito em casa. Seu amigo também pode trazer para o Brasil uma experiência negativa sobre o cristianismo. Ele ou ela vão precisar primeiro ver a mensagem cristã antes de considerar pessoalmente Cristo. A Bíblia nos lembra que no soberano plano de Deus, alguns plantam, outros regam, e ainda outros colhem. Você pode ter apenas uma parte nesse processo, mas é uma parte vital. 

  • Aprenda sobre suas crenças religiosas e valores. 
  • Não foque apenas em falar do Evangelho para eles. 

Conforme você estiver compartilhando o que você crê, descubra o que seu amigo crê. Gaste tempo perguntando cuidadosamente perguntas abertas (temos algumas sugestões no final do artigo). Aprenda sobre suas esperanças, valores, medos, e crenças. Seja cuidadoso para não julgar. Aprenda a apreciar suas crenças religiosas e valores. Gentilmente ajude seu amigo a enxergar que o Cristianismo é o único que não se baseia no que fazemos mas no que Deus fez por nós. A medida que você for entendendo sobre o que ele acredita, você terá sabedoria em como compartilhar a verdade das Escrituras com seu amigo.  

Você vai querer seguir essa conversa no futuro. Saiba como as coisas estão indo e se além disso você pode compartilhar como Deus está respondendo suas orações pelo seu amigo e sua família. 

  • Deixe claro o significado dos termos. 
  • Não assuma que vocês dois querem dizer a mesma coisa com as palavras que usam. 

Seja cuidadoso ao descobrir o que seu amigo quer dizer com as palavras que usa, como pecado, culpa e Deus. As definições podem ser muito diferentes. Não acredite que alguém realmente acredita exatamente no status religioso professado. Cada pessoa é única. Abaixo da superfície seu amigo pode ter algumas incertezas e perguntas que só virão a tona ao longo do tempo de uma relação amigável. 

  • Ore sem cessar. 
  • Não assuma que conhecer os fatos do cristianismo é suficiente. 

Primeiro, ore por você mesmo. Peça a Deus que permita que você tenha uma sensibilidade especial do Santo Espírito para saber o que dizer e quando dizer. Ore por seu amigo estrangeiro. Peça ao Senhor para mostrar-se como Deus vivo, trabalhando em sua vida. Uma poderosa maneira de ilustrar a existência de Deus é orando e vendo as respostas de Deus. Essa é uma razão do porque é importante orar por situações específicas na vida do seu amigo e para que ele saiba que você está orando. Com o tempo, você vai ser capaz de apontar com cuidado para onde Deus agiu em seu nome. 

Seu amigo estrangeiro pode não ser movido a conversão simplesmente por ouvir os fatos sobre o cristianismo. O estudante precisa ver o Deus vivo trabalhando em sua vida, na vida de seus amigos ou familiares, e em sua própria vida. 

  • Compartilhe sua experiência pessoal com Cristo 
  • Não foque apenas no que seu amigo internacional acredita. 

Você vai descobrir que seu amigo internacional estará mais interessado no seu testemunho pessoal do que em qualquer discussão sobre doutrina de igreja. Diga a ele como Cristo fez diferença em sua vida. Como você veio a crer que Jesus é realmente quem ele diz que é? Como você vê hoje Cristo trabalhando em sua vida e na vida de seus amigos e família? 

  • Foque sua conversa em quem Jesus é. 
  • Não desvie da pessoa de Jesus Cristo. É importante focar suas conversas em quem Jesus é e no que ele tem feito por nós. 

Guie suas conversas para longe de temas controversos, tais como o comportamento de líderes cristãos no Brasil. Mantenha-se voltando para Jesus nos Evangelhos. Convide seu amigo para descobrir o que Jesus tem dito sobre ele mesmo lendo e discutindo os Evangelhos. 

  • Apresente seu amigo estrangeiro para outros cristãos.
  • Não seja possessivo e isole seu amigo internacional. 

O amor dos cristãos uns com os outros é um testemunho poderoso. Permita que o Senhor use a poderosa demonstração do corpo de Cristo cuidando uns dos outros como testemunho do Deus vivo. 

  • Convide seu amigo estrangeiro para ir à igreja e eventos cristãos relevantes. 
  • Não mascare o evento religioso. 

Seja completamente aberto sobre o evento religioso que você pretende levá-lo. Explique claramente o que seu amigo estrangeiro vai experimentar. Se você está indo a igreja, por exemplo, explique sobre o momento do ofertório, assim seu amigo não vai se sentir obrigado a contribuir (ou, como uma vez um estudante internacional mencionou, “Tem uma taxa de admissão?”). Se sua igreja fará um convite para seguir a Cristo, explique que seu amigo não precisa se sentir constrangido a responder. Tenha cuidado para não colocar qualquer pressão para se conformar às suas crenças. 

  • Providencie literatura cristã apropriada. 
  • Não pressione para uma resposta ou compromisso com Cristo. 

Cuidado para não confundir cortesia com interesses por assuntos espirituais. No entanto, busque ajudar seu amigo sendo claro sobre a forma como uma pessoa se torna cristão. Para muitos estrangeiros, um compromisso com Cristo vai pôr em perigo seus relacionamentos com família, amigos, países, e empregadores, e pode colocar suas vidas em perigo em seus próprios países. Além disso, no momento certo, explique o perigo de não se tornar um cristão.

Sugestões de perguntas chave 

Sobre a religião: 

  1. Como sua religião descreve Deus? Quais são as características dEle? Como você se relaciona com esse Deus? Como esse Deus te vê? 
  2. Como sua religião define pecado? Como se lida com a culpa? 
  3. Como sua religião te ajuda na sua vida diária? 
  4. Como sua religião define o propósito da vida? 
  5. Como ela enxerga a morte? 
  6. Qual a sua perspectiva do Cristianismo? 
  7. Como você vê Jesus? 

Sobre valores pessoais: 

  1. Como sua cultura vê amizade? 
  2. Quais são as responsabilidades dos membros da família uns com os outros em sua cultura? Quais são suas responsabilidades específicas? Como estar no Brasil muda suas responsabilidades? 
  3. Qual você acredita que seria o meio mais significativo que você poderia viver sua vida? 
  4. Como você enxerga o fracasso? 
  5. O que significa ser bem-sucedido? 

Plantando sementes através das conversas:  

  1. Se você pratica a ação de graças antes das refeições, explique ao novo internacional que esse é um costume seu de agradecer ao Deus vivo, que provê todas as coisas para nós. Não transforme sua oração num sermão. Depois de orar, pergunte como ele ou ela expressa gratidão em sua casa. 
  2. Depois de perguntar como tem sido o dia de seu amigo, compartilhe como Deus respondeu uma oração ou proveu para você de alguma forma. “Eu tenho oração pela doença da minha mãe, e hoje eu soube que ela não vai precisar de cirurgia. Eu acredito que Deus está respondendo minha oração. É tão confortante saber que Ele que ele realmente se importa comigo e com minha família.” 
  3. Convide seu amigo internacional para se juntar a você e ao seu grupo de comunhão em casa quando todos vão a casa de um dos membros para ajudar com as tarefas. Explique como a família está precisando de ajuda e – por causa do amor de Deus por nós – e como Deus nos tem chamado para servir uns aos outros em amor.
  4. Suponha que o estudante fale sobre preocupações com sua família ou dificuldades em casa. Responda dizendo que você ora ao Deus vivo, que ouve e se preocupa conosco, em relação a esses assuntos. Pergunte se você pode orar por essas preocupações em seu tempo pessoal com Deus. A menos que o estudante te faça perguntas ou demonstre interesse em aprender mais sobre Deus, não fale mais nada nesse momento. Mas esteja preparado para mostrar nas Escrituras os versos que mostram Deus ouvindo nossas orações e se preocupando conosco (por exemplo, Isaías 65.24 e I Pedro 5.7). 
  5. Apresente a seu amigo o jeito brasileiro de comemorar aniversários. Então compartilhe uma perspectiva adicional a isso, porque Deus criou a vida, cada pessoal é especial pra Ele. “Nós queremos comemorar seu aniversário para que você saiba como é especial para Ele também”. 
  6. Ao viver situações como receber o troco errado numa loja, explique como você devolveu isso porque Deus nos chamou para viver como pessoas íntegras e honestas. Use outros exemplos de sua vida pessoal que demonstram bons valores. 
  7. Discuta feriados brasileiros chave – porque e como nós os celebramos (Páscoa, Festas Juninas, Natal). Fale sobre como os cristãos vêem esses feriados, e como nossa cultura, no geral, os celebra. 
  8. Fale sobre eventos importantes como casamento, morte e nascimento de uma criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *